24 de março de 2007

Escuta o vento


O vento é uma voz,
que transporta a minha saudade.
e acaricia o teu coração
Escuta a dor que desfila
através do espírito
que é o meu medo...
Este vazio que se forma
sem a protecção do teu olhar
no canto do meu amor.
Escuta esta voz
que de mansinho bate
na porta do teu horizonte.
e é a minha alma...
O vento é a minha voz
que até ti leva o
sinal misterioso
de toda a tristeza
que albergo dentro de mim.
Escuta o vento...
meu pensamento no zénite
que para além da passagem
para outro tempo
é teu também.

Amo-te

2 comentários:

Apaixonado da noite disse...

Amor Eterno


Oh, Minha Eterna,
Pego da pena para te escrever.
Oh, Musa da minha rua, neste instante,
A destra percorre os caminhos insinuantes do teu corpo!

desnudo-te querida,
Ao lançar-te ao vivo pela pena, com tintas coloridas.
Teu alvo busto coberto de rendas, brancas como a neve, que escuta o teu soluçar, arfante de desejos.

Sei que es minha apesar de seres casada,
Por esses macios tecidos, mas sofro.
nas tuas negras madeixas quantas vezes descansei
E solucei implorando um beijo teu.

Oh amor de minha vida, que tinges de carmim,
Sonetos por ti feitos à luz do luar,
Refletindo em tuas cartas, pedaços da tua alma!
Partes agora para distante de mim e beijo saudoso as tuas pegadas.

Acaricio o caminho que percorrestes envolto em ardente desejo.
Em cada flor sinto o teu perfume, em cada arbusto vejo o teu perfil,
e em cada curva da estrada a tua alma.
Partes para outro te amar?...Nunca!!

Quero que saibas que me levarás contigo e,
Em cada beijo que receberes aí estarei.
Quando fores desejada estarei vigilante.
E nunca te deixarei ver em outro ser a não ser este,
O teu Eterno Amante

apaixonado da noite disse...

Recebe esta rosa que não podes tocar, junto com um beijo que não podes sentir, desta pessoa que não podes ver, mas que tem por ti um amor que não podes imaginar.