21 de março de 2009

Inesquecível


Em traços a palavra escorre...
através dos meus dedos
desenho tempestades
que me inquietam a alma.
Meu coração aos tropeções
revela-se em ecos de saudade.
Há interrogações...
que a mim mesma faço
e no livro escrito
em língua desconhecida
vejo fantasmas
que oscilam, trancados
pelos compartimentos da vida.
Inesquecível pranto...
que nos meus olhos vagueia
trazendo o perfume
da claridade, uma febre
que urge em ser extensão
de tantas faces que oculto,
em estranha visão.
Inesquecível na alma.
Eternamente.

5 comentários:

O Profeta disse...

O silêncio da solidão mora em meus olhos
Revela-se na tristeza, retém a palavra amarga
Tem a nudez de um aguaceiro de Maio
Uma garganta presa em grades que a voz embarga

Hoje a Ilha acordou presa ao silêncio
Os pássaros voaram no chão de barro frio
Esqueceram-se de subir ao azul
Lavaram as penas nas águas de um rio


Convido-te a descansar a alma nas minhas pedras de Ouro

Boa semana


Mágico beijo

O_ENVIADO disse...

Inesquecível mesmo...

O Profeta disse...

Para que a terra não trema
Para que esta Ilha seja de boa guarida
Mil e muitas ave-marias
Para iluminar tanta alma perdida

Em meu peito bate a fé
Sou um caminhante de muda revolta
Olhos presos a este manto verde
Alma que se ergue e fica solta


Boa Páscoa



Mágico beijo

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Boa semana


Doce beijo

MADRUGADA... disse...

(E)ternamente...!

Bj